01 agosto, 2010

"Atualidade"


No mesmo corredor sombrio onde vistes teus amados,
Tente ouvir meu desesperado chamado.
É a ultima vez,na noite,que toco a mesma canção.
Que junto ar no pulmão,e tento não desmoronar.
As palavras reunidas sempre formam a mesma frase,mesmo que eu resolva abusar de palavras diversificadas.
Deveria existir uma forma menos clichê de expressar o que se passa.
Uma forma menos drástica de narrar a tal desgraça.
E um jeito mais leve de carregar o fardo das alfinetadas alheias e da saudade teimosa.
Sinto falta do teu toque,das pontas dos teus dedos fortes,deslizando pelos contornos do meu rosto largo.
Do som da sua respiração,acariciando meu pescoço enquanto cochilas apoiado em meu ombro.
Das palavras saltitantes que saem aos sussurros dos teus finos e quentes lábios.
E da tua postura decidida de me direcionar sempre aos teus braços,me protegendo.
Mais uma onda se forma,mais uma tempestade bate a porta,e já não sei mais como usar o meu forte.
Como me proteger e não deixar o telhado esvoaçar.
Mais uma vez eu me desespero e mais uma vez me escondendo espero,que tudo se acalme e volte ao que deveria ser.Nada mais do que eu e você.
Só que dessa vez,minhas pernas que tremem,ainda me mantém em pé,pois só assim posso continuar localizando teus olhos e continuar acreditando que tudo vai dar certo.
A tempestade vem,mas só posso enfrenta-la se souber que meu “guarda-chuva” estará sempre ao meu lado,faça chuva ou faça sol.
Se souber que fantasma algum do teu passado,ou do meu,possa interferir na sua estadia eterna ao meu lado.

Don’t leave me

3 comentários:

Fernanda disse...

joga pra longe esses fantasmas,deixa eles enterrados,eles não são capazes de tampar o teu Sol =)
po acho que to de 'volta' a blogosfera,vai ser diferente dos outros blogs meus,mas enfim,fiz questão de passar aqui pra te ler.=)

Mikaele Tavares disse...

É díficil mesmo espantar esses fantasmos dentro de nós, mas com determinação e algo que nos empurre para frente, a gente consegue.

Ah, adorei o novo visual do blog.

Beijosss

Carolina Hermanas disse...

Esse fantasmas aparecem de repente nas nossas vidas, e só causam confusões não é mesmo? :X


-

Saudades dos seus textos *____*



beeeeeijão ♥