17 fevereiro, 2010

...Nada mais de caronas...

Eu não acredito mais em mim;e qualquer ato ou dito que tenha como ponto de origem meu ser,já não é encarado com a importância que se espera que deva ser .
Já não distribuo o devido reconhecimento aos meus acertos e não presto a devida atenção aos meus erros.
Perdi a fé,e me entreguei sem relutar ao medo e as atas que o acompanham.
Ensaio discursos que jamais passaram pelos meus lábios,e vivencio cenas que existem apenas em minha mente,como passatempo.
Criar mentiras já não causa abalos nesta estrutura que já bambeia a tempos,pois tudo passou a ser uma questão de não mais se manter a vista mas apenas ter uma chance de sempre escapar.
Como posso então ajudar qualquer um que clame,se nem ao menos dou conta de ajudar a mim mesma?!
Me agarrarei a primeira chance ,sem exitar,e que o restante me siga,pois já não tenho energias pra carrega-los em minhas costas.

13 comentários:

Rebeca Postigo disse...

Por que deixamos de acreditar em nós mesmas???
Ainda não achei a resposta para essa questão =[
Gostei do texto...
Tem muito do que estou sentindo nesse momento...

Bjs

Sarah' disse...

Ensaios, discursos.. são tão chatos as vezes !

Chris disse...

Estou passando pela msma coisa, e dfinitivamente estou querendo arranjar qualquer solução para isso. Odeio ficar pensando no que vou dizer e nunca chegar a soltar as pelatras.

patyemo disse...

Chega uma hora que a gente tem que parar de tentar carregar o mundo nas costas.

bju:)

Fernanda disse...

Quantas vezes já não ensaeie discursos que jamais vi o som das palavras sendo ditas,e quando foram sairam o oposto de tudo aquilo que ensaiei,as vezes a vida não permiti ensaios é tudo ao vivo e isso acaba nos cuspindo culpas,que sismam em nos perseguir,a melhor coisa a se fazer quando isso acontece e fechar os olhos para elas...

wesley iogi disse...

Talvez vc precise de um pouco de solidão para submergir... embaixo dagua é mais bonito, mais vivo... quando vc sentir necessidade de respirar novamente, vc volta, talvez revigorada...

conselho.. pode ser só um momento.. espera, dxa passar.

Mikaele Tavares disse...

Como posso então ajudar qualquer um que clame,se nem ao menos dou conta de ajudar a mim mesma?!

Tbm já me fiz essa pergunta inúmeras vezes e ainda não sei a resposta

Belo texto.

Beijos

Bruna Bianconi disse...

Não devemos deixar de acreditar em nós, mesmo que esteja difícil.
O que a gente precisa é ter força e coragem pra entender a nós para que um dia a gente possa ajudar a outros.
Gostei muito do texto, me lembrou uma fase minha.

Beijos

Little dreamer disse...

"Criar mentiras já não causa abalos nesta estrutura que já bambeia a tempos,pois tudo passou a ser uma questão de não mais se manter a vista mas apenas ter uma chance de sempre escapar.
Como posso então ajudar qualquer um que clame,se nem ao menos dou conta de ajudar a mim mesma?!'


Um pedacinho da melhor parte de mim.
VC SEMPRE VAI ME AJUDAR.
fato.

Carolinne disse...

Lindo texto! Lindo blog!

Juliana Mendes disse...

CARAMBA...
sou eu ...
acabei de sair de um relacionamento muito mal vivido...
e agora to assim, n consigo ter nd com ngm...

ñ posso me concentrar em outras coisas, aquilo me ocupou tanto que p mim tudo agora é sem relevancia, eu vou vivendo tudo sem me preocupar com amanhã!

Bia disse...

Resposta para teu coment no meu blog: EU TAMBÉM. asuhausha :)

Bia disse...

Ah! Você me segue? Eu não te vi. Te sigo.