10 fevereiro, 2010

Bloqueio criativo temporario.

Como se em estado do greve estivessem,as palavras se unem em uma emperrada tentativa de não se mostrarem coerentes á olhos curiosos,se negando a expulsarem determinados pesos que apenas se diluem e desaparecem quando devidamente descritos,espalhados e intitulados.
Tento,com pulso de mãe,disciplina-las e faze-las entender que são necessárias,e que sem sua TOTAL colaboração,continuarei vagando no escuro labirinto da inexpressividade.
Mas palavras são como crianças teimosas,mimadas.
São geniosas e me fogem quando mais desesperadamente delas preciso.

10 comentários:

Little dreamer disse...

O meu bloqueio é definitivo!

Chris disse...

Isso acontece querendo ou não no final das contas e quanto mais tentamos fazer com que as palvras se unam e formem algo descente, mas distantes elas vão ficando.

Fernanda disse...

as palvras são assim mesmo,as vezes fazem birra,mas elas sempre voltam onde encontram ninho=)

Luan Fernando disse...

Comigo sempre acontece.
Mas boa sorte!, sei que elas voltam.
Beijo
Juliane S. Rocha

Luan Fernando disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fe disse...

mas as tuas parece que já saíram da greve né? Conseguiu se expressar bem direitinho. ;)

bjaoo

Priscila Rôde disse...

Sei bem como é isso.
Fico um pouco desesperada, sabe? rsrsrs

Beijos

Keel Diniz disse...

Isso acontece quando mais precisamos!

Meu bloqueio me persegue na maioria das vezes =P

Antonio saramago disse...

Conforme o vento sopra ou se vai, também as palavras aparecem e se vão...
Isso é assim mesmo!

Rebeca Postigo disse...

Acho que todos temos esse problema... =/
Mas graças aos céus isso passa...

Bjs