24 junho, 2008

Caminhos cruzados [part XII ]

ps: Antes de retomar a historia,devo avisar que os erros encontrados,são de total culpa de quem digita(que nem sempre sou eu ;P ),na maior parte,eu só crio e dito pra alguem digita pra mim ( pura preguiça ;P )

[continuação ]


-Bom dia dona Sofia,separei sua correspondência.
-Obrigada Severino;trouxe umas rosquinhas com geleia para o senhor...

Sofia ,agora,tinha 21 anos.Depois do ocorrido na Itália,muita coisa mudou em sua vida,para começar,a morte de sua mãe,um problema no coração,herdado do pai dela,seu avô.
Foram tempos difíceis,mas Sofia se mostrava forte,tomando decisões,dando força á seu´pai Michel,que se afundara em profunda depressão apos a morte de Nina.
Sofia morava sozinha,em um apartamentinho aconchegante,perto da universidade onde estudava,visitava seu pai,Michel,nos fins de semana.Ele e sua atual esposa,Ligia,que a tratava muito bem,como uma filha até.
Sofia colocava leite na tigela ,e acariciava o gato,quando o interfone tocou"tem um moço aqui,Sr. Jason,que quer subir..."

*****

A porta já estava aberta,e o barulho do fogo,dava á enteder que Sofia estava na cozinha.
Estava linda,uma mulher feita.Tinha algumas expressões que o faziam lembrar de Nina.
Teve vontade de abraça-la,mas,ela apenas lhe estendeu a mão.
-E então...até que demorou para aparecer....
-Desculpa minha filha...quer dizer..Sofia.Quando recebi sua carta e de sua mão,tive muito o que fazer.
-Como ir atras da mulher que esperou um filho seu?Aquela com quem você mantinha um caso?
-Mila,é o nome dela-disse sem graça.
-E como está meu irmão?
-Esta bem.Falo de vocÊ...
-FALA???-disse Sofia irônicamente- E sobre o quê vocÊ fala?Sobre como eu tive uma infância perfeita sendo criado por outro homem,ou seria sobre como você não sabe nada sobre mim?!?! Estou curiosíssima.
-SERÁ QUE ALGUM DIA VOCÊ VAI ME PERDOAR??
-NÃO SEI,VOCÊ SE PERDOARIA "PAI",alias,Você SE PERDUOU???
Sofia ,descalça,se levantou,desligou a chaleira,serviu chá para Jason e foi no quarto buscar uma caixa.
-...ela pediu que eu te entregasse isso.Disse que...não tinha raiva de você...
Uma foto,dos dois quando casal,e as ultimas lembranças.
-Ahhh Nina,como eu te amei...-disse Jason,suspirando.

******
-Aquela é minha irmã?-disse Denis todo eufórico-Quando eu vou falar com ela?
-Logo Denis,logo- disse Jason cabisbaixo.

Desde seu ultimo encontro com Sofia,já haviam se passado um ano.Mila o trocara por outro e foi embora,deixando tudo para trás,até o filho,Denis.
Era um bom garoto,porem, não confiava muito em Jason;Afinal,teve que se virar sozinho ,pois Mila nunca estava em casa,e só foi conhece-lo muito tempo depois.
-Vem Denis...deixa a mochila no carro,depois eu pego.

****

-Amor? no café,parece que o Jason,..é,ela não pode ficar na cidade e quer deixar o Denis..meu irmão,sobre nossa responsabilidade..-dizia Sofia no telefone-por vocÊ tudo bem?...tá,tá certo..te amo..até de noite.
Enquanto Sofia falava com seu marido ,Denis pegava a mochila no carro e colocava no carro da irmão.
-Olha Sofia,brigado,mesmo...
Sem deixar que Jason terminasse seu discurso batido sobre porque tinha ido embora,Sofia ergueu o dedo e começou a falar:
-Não to fazendo por você. fazendo por ele...-e olhou para Denis,que estava no carro-só me promete uma coisa Jason...
-Claro!O que vocÊ quiser!
-PARA DE FUGIR,de se esconder....

*****

Amanheceu,e sem reconhecer a cidade,Jason procurou algum endereço;queria ver seus filhos,dizer que estava tudo resolvido,que não precisava mais fugir.
Se arrependimento matasse,estaria enterrado á séculos.Queria não ter cometido tantos erros,mas uma coisa era certa,não adiantava ficar se lamentando pelo que já era passado,tinha que batalhar pelo futuro,ou pelo pouco que lhe restava.
*****
-Querida,tenho que resolver uns assuntos na empresa,mas,daqui a pouco eu volto ,está bem?!
-Tudo bem amor...-disse Sofia-..eu tenho que ir no meu irmão,parece que ele precisa de ajuda com o livro que está escrevendo...
Sofia beijou seu marido,Marcelo,e foi se arrumar.

Marcelo não tinha que ir para a empresa,na verdade,ia se encontrar com Jason.
Ele ligou ,atrás de Sofia,mas Marcelo sabia o efeito que ele tinha sobre Sofia.
Ela se fazia de forte,dizia que não se importava,mas no fundo,sentia falta de seu pai biológico,tinha medo,insegurança.
Marcelo saiu do carro,e cutucou Jason,que o esperava.
-E então,que é o assunto tão importante que vocÊ tem para falar?
-Podemos sentar Marcelo? A historia é longa..-disse Jason.

*****

-Não! De novo não!-berrava Denis-agora que eu finalmente dei um jeito em minha vida,que deixei tudo isso para tras,não quero ele de volta....
-Afinal,porque é que ele resolveu voltar?Pra quê ficar fazendo toda essa bagunça?-dizia Sofia,com um ar cançado,que todos até estranhavam.Geralmente,falar de Jason com ela,era sinonimo de berros,estress elevado;ao contrario de hoje.
Marcelo,intermediava as discussões,não opinava e nem demonstrava preferências,apenas não permitia que a discussão chegasse a um ponto precário,que acumulasse muitas mágoas,afinal,estava na hora de tudo aquilo se resolver.
-Eu preciso contar tudo para vocês!-dizia Jason-Preciso!Mesmo que vocês nunca me perdoem,...devo isso á vocês,..a suas mães....e a minha conciencia.
-Mas por que agora?!?!?! -se estressava Denis.
-PORQUE ESTOU MORRENDO!!!!!!-gritou Jason,cançado de tudo aquilo,cançado de dar desculpas.
Sofia,levantou,tomou um copo de água,e olhando fixamente para Jason ,disse:
-Então,vamos lá,conte tudo o que tanto contar.

*****

Jason contou tudo,sem poupa-los de um misero detalhe,estava cançado de desculpas esfarrapadas,de mentiras.
-Sua mãe Sofia,foi a melhor coisa que já me aconteceu,mas,por motivos inuteis eu a perdi.EU,a culpa de tudo o que aconteceu foi minha ,MINHA!...Mila,podia ter todos os defeitos do mundo mas,suportou meus maus-habitos,me suportou;e EU,fui o culpado de ela ir embora...me meti com bebidas,tive casos,fui embora por não conseguir me olhar no espelho.Mas não sabia que sua mãe estava grávida Sofia,entenda...
-Se soubesse,teria ficado?-disse Sofia ,com um ar de compreensiva.
-....NÃO!SIM!Olha,não sei...a unica coisa que sei,é que não adianta pensar no que eu faria,estou aqui pra dizer o que eu fiz,e para me desculpar!-Jason ficou em silencio por um tempo,olhou para os filhos,e continuou:
-..fui embora,não deixando um,mas dois filhos para trás...me envolvi com drogas..dividas...ameaças,..já não sabia mais o que fazer ,então...
-Me largou com a Sofia,e resolveu fugir?!-disse Denis,irônico-nunca imaginaria!!
-Fui covarde...-e as lágrimas começaram a escorrer em sua face-mas eu queria que soubessem,que eu sempre me orgulhei de vocês..me pedoem-e começou a soluçar,com as mãos no rosto.
Sofia olhou para Denis e os dois se ajuelharam na frente do pai,pegaram em suas mãos,e juntos disseram:
- Sempre te amamos pai...nos perdoe também.

E como um onda,que leva consigo as impurezas da praia ,e devolve lindas conchas aos turistas,todos deixaram que tudo aquilo que os consumia,toda aquela magua,culpa,se dissolvessem,fossem embora,em cada lágrima que escorria.

[Continua...ta acabando,eu juro =X ]

3 comentários:

Camilinha disse...

Aiii essa história que não acaba nunca
hahahahahhah

PELO MENOS HOUVE PERDÃO NÉ! =]

Ni ... disse...

Cada pedaço aumenta a ansiedade... rsrs...

Quero o final, mas ao mesmo tempo gosto de acompanhar e não quero que termine... rs...

Beijo e mais beijos...

Ni ... disse...

Moça linda, cadê o final?? rs...

Tem um mimo pra você lá nos meus rastros... rs

Beijo e mais beijos...