24 janeiro, 2010

Supondo ....


Você caminha,pela chuva,como se nenhuma das rechonchudas gotas d’agua te atingissem de fato.
Alguns passos atrás de ti,ainda consigo admirar toda a cena,e como se minha mente ,em algum surto de bondade momentânea,parecesse absorver cada um dos detalhes externos e os disposse em uma câmera lenta cinematografia perante meus olhos encantados.
É diferente da constante falta de ar esfarelante que costumava me atingir nos dias sombrios em que eu me entregava ao sofá,sem vida,sem desejar ter vida;É uma falta de ar....gratificante.
Soaria clichê dizer que assim que virou tua cabeça ,e me encarou,com um sorriso úmido nos lábios,meu coração deu saltos tão irregulares que antes de pensar que ele pararia,achei que ele rasgaria meu peito e sairia por ai,livre de todas as obrigações a que meu corpo frágil o submete ?
Eu sei,eu sou a tal pessoa que ,de inicio,se dizia desacreditada de clichês,expectativas,sonhos e de qualquer recepção pra esse tipo especifico de sentimento.Esse sentimento que magoa a tantos.Que,te trouxe até mim,de coração partido,assustado.
Mas,e se tudo simplesmente não for parte do plano?
E se talvez,dentro de nossas próprias exclusões,não fomos feitos para simplesmente nos encontrarmos e deixar que um aceite o outro.Pra criarmos nosso próprio clube dos afogados que ,por um milagre divido,ou por puro capricho,simplesmente decidem que ter água nos pulmões é mais natural e fácil de se lidar,do que viver sugando e expelindo ar?
E se,simplesmente for assim e não nós caber a força pra alterar qualquer coisa?

17 comentários:

Sarah' disse...

somos tão frágeis a partir de qualquer sentimento ligado ao coração. a ponto de deixarmos nossas emoções fluirem e falarem por nós!

temos que ter muito cuidado com isso.
bjs'

Fe disse...

É melhor deixar as coisas serem como tem que ser.

bjoo ;*

Fernanda disse...

A chuva sempre ajuda a gente a se vê...E quando ela nos mostra claramente qualquer sentimento que tentamos afogar em dias de sol,é que achamos a resposta do que realmente procuramos...

patyemo disse...

Ai fiquei até com vontade de me apaixonar:)

Lindo D+ o post.

bju;)

Priscila Rôde disse...

"Mas você adora um se.." rs


Admirável!

Little dreamer disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Little dreamer disse...

Pedacinho meu! Nao acho que temos "o poder" de mudar nada. Ja ta tudo predestinado. Eu penso assim.
É bom se apaixonar, mas os riscos sao inumeros.

Rebeca Postigo disse...

"E se..."
Sabe, essas duas palavrinhas me perseguem por um longo tempo...
Sempre coloco um "e se..." em algo que talvez pudesse ter sido feito diferente, ou sentido de outra maneira...
Amei o texto...

Bjs

Mikaele Tavares disse...

Arrisque, escuta o coração XD

Beijos

Bruna Bianconi disse...

Se permita, deixe as coisas tomarem seu rumo e aceite o que a vida te entregar, não tenha medo de viver.

beijos

naty c.m disse...

Eu acredito que tudo, simplesmente tudo, faz parte do plano.
Cada passo que damos, cada lágrima que cai dos olhos... A cada dia que vivemos, estamos mais próximos de chegar ao nosso destino final.
beijos

Nanda disse...

Que lindo!
Devemos acreditar no que tiver que ser será!

beijoo!

disse...

Ás vezes cabe ao Destino decidir isso (:


beeijos.

Mayara disse...

ameeii o posteeer...
tou te seguindo no twitter... @mayarawb bjus

thaís frugulhetti - disse...

um 'se' implica tanta coisa :)

wesley iogi disse...

quase senti a paixão... e juro, preciso de um pouco disso. Conhece a música? "embaixo dágua era tudo mais bonito, mais azul, mais colorido, mas faltava respira. Mas tinha que respirar todo dia"...

gostei mesmo da intensidade, venho aqui mais vezes.

wezz

Thayne Freitas disse...

Como sempre não tneho palavras diante dos seus textos,perfeiiitos,como eu dizia antes de deixar meu bloog um pouco de lado : Deveria escrever um livro *-*