08 julho, 2010

Não recordo bem quem,mas um determinado alguém disse certa vez que o mundo é dividido entre as pessoas que são felizes e se aceitam desta dada forma,e as que estão tão acostumadas com a não felicidade que quando se deparam com o oposto da mesma ,não conseguem se adaptar a todos os sorrisos e as sensação absurdamente fortes e novas de contentamento.
Essas pessoas deslocadas em suas próprias sensações,criam,inconscientemente,motivos para amenizarem a sensação extasiante de felicidade,sabotando seus próprios sentimentos e destruindo seus próprios caminhos de recompensa.
Na cabeça delas,essa diminuição é correta pois as faz se cercarem de uma não felicidade familiar que aos poucos vai as conduzindo para seus próprio território.
O tombo é menor se você já esta no chão.
A dor da decepção é irreconhecível quando você já a sente a tanto tempo.
Essas pessoas se martirizam,pois tem na verdade MEDO de se sentirem felizes e se entregarem a todas as cenas de respiração leve e passos confiantes,e acabarem sendo magoadas,decepcionadas,acabarem sendo enviadas de volta para o buraco escuro da onde vieram.
Essas pessoas evitam a infelicidade,se tornando infelizes .
ESSAS PESSOAS sou EU,VOCÊ e todo o resto do mundo.

A felicidade assusta porque fomos criados em um mundo onde chorar,sentir dor é o comum,todo o resto que te cause bem é estranho,é novo.
O que é novo é assustador e inseguro,é desconhecido.
O medo do desconhecido nos torna cegos e nos faz tropeçar e tomar as decisões erradas.


Um dia EU aprendo,VOCÊ aprende e quem sabe até,TODO O MUNDA APRENDA,mas.. e se for tarde demais quando nos dermos conta de toda essa patifaria?!

3 comentários:

Rebeca Postigo disse...

Fabuloso...
Um belo tapa na cara de todos nós...
Amei o texto!!!

Bjs

Priscila Rôde disse...

Ai Flor, já era.
"Era uma vez, um mundo lindo, com pessoas felizes..."

;/

#marihmenezes. disse...

Texto muito inteligente bia.
Adoro suas postagens, sempre tão certas e tão interessantes.
Voce me apresentou um ponto de vista geralmente muito escondido nesse mundo de tragédias e... pura infelicidade .
Beijos <3