15 fevereiro, 2008

'The ends in remember them the beginnings' - Pág.5

A viagem era um ouco comprida,mas sempre valia a pena.
Não encontrava nada que ele não aprovase quando ia para a casa dos pais de Lia. Era sempre tão bem recebido,e voltava sempre mais leve,alegre.
-Fica pro almoço meu filho! eu insisto.
-Como recusar não é! Tudo bem,eu fico.

Passaram a manhã,a tarde,e o comecinho da noite conversando,mas todos os assuntos acabavam do mesmo jeito:
-Sentimos tanta falta dela.
-Eu...também.MUITA!
Antes de se despedir deixou os pertences dela na sala.
-Fiquei com algumas coisas,mas a maioria está ai,espero que não se importem.
-è claro que não,alias,vocÊ sempre sera meu genrô prefeirdo,pois fez minha filha unica muito feliz ! [= ) ]
-Obrigado. O senhor sempre foi como um pai pra mim.
-Olha,vê se não se esquece da gente viu.VocÊ é sempre bem vindo.
-"mãe",pode deixar,todas as minhas folgas venho para cá,e mantenho contato.Amo muito vocês!
Se abraçaram no portão e entre alguns acenos e lágrimas,entrou no carro e foi embora.

Exausto da viagem,tomou um banho e se deitou,com todas as imagens e lembranças em sua mente.
Seus sonhos eram repetições de momentos que já haviam passado:
"- Lia,quer se casar comigo?
-Hãn?? Mas..Mas..pra que você iria querer casar comigo?
-Pra poder te amar todos os dias da minha vida!"
Porem um dos sonhos não era de algo que já tivesse acontecido,era algo inexperado,algo que até parecia real.
-Me deixa ir Tom. Não seja infeliz por sentir minha falat....Eu te amo,e quero que tú sejas feliz!
Essas palavras lhe martelariam a mente o dia todo,e enquanto foi ao serviço de Lia busar algumas anotações,e cadernos,se surpreendeu em achar dentro de uma agenda,milhares de páginas sobre ele.

3 comentários:

*•Rαfαεℓℓyиhα•* disse...

Oii! Olha eu aki d novoo

vlw pwlo comentss..

seu blog tah lindo como sempree
os textos tbm! ^^

Bjuu

Roo disse...

Obrigada pelo comentário!
Seu blog também tá lindo, achei que você escreve muito bem!
;*

Bruna Bo disse...

Esses textos me lembram P.S.: Eu Te Amo.

Está tudo tão bonito e ao mesmo tempo tão triste!