25 fevereiro, 2009

No parque.

Tinha que aproveitar a vontade repentina de sair de casa,por isso não liguei,não avisei,não deixei bilhete.
Ou não.
Levei o violão,o livro,e uma vontade louca de renascer.
Lembra do lugar onde me viu pela primeira vez?
Aquela sombra debaixo da arvore,perto do lago?
Foi pra lá que eu fui. Que me aconcheguei , cantei,toquei,li,deixei a vida passar.
Uma garotinha foi dar pão aos peixes e sorriu para mim.
As nuvens deram espaço para o sol e eu coloquei os óculos escuros.
Tudo era tão bom,como se todos os problemas não existissem.
Estufo o peito para falar que as horas passadas dentro do trem,metro e ônibus,valeram a pena.
Eu precisava dessa sensação.
Precisava sair de mim ,me desligar para poder enfim ,voltar a ser o que sou.
Deixar todas as exigências,as frustrações e medos de lado e apenas sentir a brisa leve a brincar com meus cabelos.
Até pensei em telefonar,mas,não consegui discar,me desligar de toda aquela paisagem.
Já no caminho de volta,a satisfação por ter feito algo tão bom para meu ser ,foi se misturando com uma imensa saudade dos teus abraços e uma vontade de te contar que eu dei o primeiro passo para sair dessa sala escura da depressão.
Subi a rua na ansiedade de te beijar e te alugar os ouvidos a noite toda.
O dia foi escurecendo,o vento engrossando.
Chuva.
O que eu precisava para essa reinvenção de mim.
Abri os braços e deixei que as gotas fortes e decididas da chuva lavassem minha alma e levassem embora tudo mais de ruim que ainda tivesse sobrado.
Toquei a campainha da sua casa,em sopa,mas com um sorriso.
Você caminhou,e eu vi toda a preocupação que você teve,ao tentar me encontrar por todo o dia,ir embora,assim que seus olhos viram o brilho dos meus.
Seu sorriso,nosso abraço.
Eu pediria desculpas por ter ido e não avisado,mas não encaro isso como um erro que tenha que ser perdoado.
Sei que você também não.
Eu acordei,e não pretendo dormir tão cedo.

8 comentários:

Fernanda disse...

Que dia perfeito
nada melhor do que as vezes sair,sem motivo,razão ..sem dá satisfação a ninguem...

Pirulito que Bate-Bate disse...

Oi!

Gostei do seu texto.
As vezes é bom ficar meio quieto, ler um livro, sozinho..

bjss

A.C disse...

Olá
Obrigado pelos elogios. Seu post está lindo, uma bela descrição de seu dia e que dia lindo.
Confesso que me deu vontade de ter um dia desses tbm.
Bjos eum bom dia

Aquela tal de brito disse...

liiiiiiiiiiiiiindo
nossa me parece que seu humor quando escreveu esse texto estava bem melhor ;D
fico realmente feliz
e QUEM nunca precisou de um dia só pra sí?
um dia de se libertar, um dia de ser feliz só pelo fato do sol está lindo.
beeeijos.querida ;*

meus instantes e momentos disse...

muito bom o texto, foi bom vir aqui.
Maurizio

Ni ... disse...

Sempreé bom demais te ler...

Beijo e mais beijos...

Luan Fernando disse...

Adoro isso, muito bom, sem palavras!

Beeijo

Ps: Sem criatividade pra comentar, desculpa!

' Jαdє Amσrιm disse...

Ah, sei bem como que é esse sentimento, esse momento em que precisamos nos afastar para mergulhar na depressão e depois renascer das cinzas como uma fênix.

Haha..

vou criar um post sobre isso! =P

Adoreei o comentário, e eu não tennho o dom para escrever como você escreve, algo que flui tão facilmente, os meus parecem ser meio forçado até... =/

Beijos!