08 março, 2009

Deixemos ,desde já ,todo tipo de conversa fiada ,excluído do lado de fora da sala.
Se por um segundo você se permitisse deixar esse orgulho estapafúrdio de lado e me desse espaço para realmente falar ,com todas as virgulas,hífens,acentos,e pontos,o que realmente penso,muito aborrecimento seria evitado.
Estou farta,de a todo momento,ter que temer a sua partida repentina,de ter que me policiar e sofrer a cada vez que tento imaginar o que se passa em sua mente.
Assim como é frustrante para ti,é para mim.
Quem sabe se você parasse de tentar me impor medo,me fazer querer ficar longe de ti.
Se todos meus passos dados ate aqui ainda não provam para ti,eu posso repetir.
NÃO ME IMPORTO.
Não me importo,não tenho medo.
O bom senso me alertaria que deveria me sentir apavorada,mas não consigo sentir medo de nada que venha de ti.
O meu único pavor,é que partas,que me deixa aqui,de volta a escuridão de meus dias.
Eu te amo,e se isso não basta para te fazer parar de se lamentar e se culpar por qualquer coisa que possa vir a me acontecer,eu pensarei em algo muito maior e espetacular que te faça acreditar em mim.
Só,por favor,não solte as minhas mãos.Nunca!

3 comentários:

Luan Fernando disse...

Nunca queremos perder ninguem que amamos. E só de pensar nisso já é um pesadelo.

Beeijo
Boa Semana

Bruna Bianconi disse...

e quando a gente perde alguém que não é nosso? estou sentimental hoje, quase chorei lendo :/
te amo, saudades :*

Aquela tal de brito disse...

Lindo querida
muito profundo *-*
é sempre duro perder quem queremos bem e pra nos ;/

beeeijos;*