18 março, 2009

Wuthering Heights –Emily Brontë.


“O morro dos ventos uivantes” ( Wuthering Heights),é um romance que focaliza a vida como um todo,onde a morte não é o fim e nem é o começo,mas sim uma metamorfose,uma libertação da essencia humana.
Emily Brontë ,uma das maiores escritoras da literatura inglesa,nos envolve em uma tempestuosa e apaixonante historia de amor rodeada por preconceito,vingança,egoísmo, paixões além da morte, sadismo, exploração infantil, os defeitos e traumas humanos, tortura mental e violência física.
A conturbada historia de Heathcliff e Catherine Hindley é contada ao personagem Sr. Lockwood (que compartilha a hostoria com os leitores) pela testemunha ocular de todos os fatos,a governanta Helen Dean.
Cada personagem deixa transparecer ,claramente,seus defeitos,que ao termino do livro,(se o leitor achar cabivel),são absolvidos pela unica qualidade que poderia salva-los de seus imensuraveis erros,...o amor.
Heathcliff é uma dessas personagens marcantes que se agarra a nossa memória e se torna impossível de ser esquecida, assim como um Capitão Ahab, de Herman Melville em "Moby Dick", ou um Robinson Crusoé de Daniel Defoe, a machadiana Capitu ou o atormentado Hamlet de Shakespeare.”
Trecho do livro:
"- Que ela desperte em meio dos tormentos! Será que ela mentiu até o fim?! Onde está ela? Lá não... no céu não... consumida não... onde? Oh! Tu dizias que não davas importância a meus sofrimentos! E eu, eu rezo uma oração... hei de repeti-la até que minha língua se entorpeça... Catherine Earnshaw, possas tu não encontrar sossego enquanto eu tiver vida! Dizes que te matei, persegue-me, então! A vítima persegue seus matadores, creio eu. Sei que fantasmas têm vagado pela terra. Fica sempre comigo... encarna-te em qualquer forma... torna-me louco! Só não quero que me deixes nesse abismo, onde não te posso encontrar! Oh, Deus! É inexprimível! Não posso viver sem a minha vida! Não posso viver sem a minha alma!"
Eu A-M-E-I a historia,achei super envolvente,impossivel de não se deixar levar ou afetar pela intensidade dos sentimentos e motivos de cada um dos personagens,e de não se achar no direito de julgar o comportamento de cada um deles,como individuos ou como conjuto da sociedade da epoca.
Recomendo.!

9 comentários:

Tay disse...

Esse livro é muito bom mesmo!
Já li duas vezes! ;P
É inexplicável a relação de Headclif e Catherine. Ele totalmente bruto e ela totalmente egoista, como você mesma ja disse a unica coisa que os "salva" deles mesmos é o amor entre eles.

beijoo

Bruna Molinari disse...

gosteei vou procurar esse livro pra ler
^^

adoro ler

tem um meme pra ti la no meu blog!

Luan Fernando disse...

Gostei da sugestão.. se vc permitir, não sei se já viu? mas no meu blog tem uma seção de dicas e sugestões, e pensei e colocar esse livro lá, o que acha?

C r i s t a l disse...

Deu até vontade de ler o livro!!!
Adorei a pequena "sinopse" splakspaks

Bjaum Bia!

Leandro Lima disse...

Bom por de mais, fiquei até com curiosidade de ler o livro...
\o/
e os exemplos que você deu me chamaram mais ainda atenção... você já leu todos,... os exemplos!?

Beijosss

1 - Pessoal: leandrovdl.blogspot.com

2 - Humor: chacotaonline.blogspot.com

Bruna Bo disse...

Nunca li. Estou lendo O Príncipe, do Maquiavel pra faculdade.

Saudades de você, comofas :*

Sofih disse...

Caaara, eu tô morrendo atrás desse livro! =D
Bjus

Aquela tal de brito disse...

aiiiiiiiii
menina to doida pra ler faz tempo
mas não quero ler no pc fico com dor de cabeça ;/
ai num tenho dinheiro pra comprar!
mas vou dá meu jeito de ler
parece mesmo muito bom!

beeeijos;*

Mattei disse...

Por acos você naõ começou a ler esse livro por causa da Bella da série Crepusculo que por acaso ama demais esse livro? Gostei muito do teu blog, to acompanhando, quando tiver tempo passa no meu.
http://medodesonhar.blogspot.com/