30 agosto, 2009

Lute.


Não me interessa ser Julieta,e tão pouco quero que sejas Romeu.
Estórias que tangenciam um suposto final regido por suicídios e lagrimas,já não me parece um bom exemplo de amor.
Serve como dor.Como um manual sobre o que NÃO se fazer,o que NÃO deixar ocorrer.
Escreveria em milhares de diários nossa historia,por puro medo de que um dia minha frágil memória o apagasse;nos privasse de abraços e sussurros.
Lábios desconhecidos tagarelam sobre amor e manchetes jornalísticas,como se sentimentos e roubalheira política estivessem inclusos no mesmo tópico de conversação.
E a importância de ser amada?A importância de se amar? Onde foi que todo esse inestimável valor foi desgastado,perdido?
Não acho valido que desistas ao sinal de que com a chuva,virá tempestade;Que ,por me querer preenchida,se afaste.
É enfaticamente essencial,que fiques e lute.Lute comigo,lute por mim,lute por nós..lute pra provar que ,SIM,amar ainda tem sua importância,e a sensação de ser amado é de interesse geral.
Lute,só pra me fazer acreditar que nenhuma das minhas noites em claro foi em vão.
.
.
.
Aproveita e dá uma fuçada lá no BIA CONTA. Deixe um comentario ... ;**

4 comentários:

Fernanda disse...

Bia que lindo,sabe que as vezes quando uma história é bonita a vontade que dá é de gritar aos quatro ventos,ou sei lá,só pra que os momentos felizes não sejam esquecidos...

Luan Fernando disse...

Sempre lute pelo amor, não há nada que não vale mais lutar, que não seja o amor.

Keel Diniz disse...

Lutar pelo amor que está à porta de uma igreja prestes a se casar, mas não com vc, com outra alma que também é suplicada pelo amor de outro alguém..

¬¬

Juju disse...

Lutar pelo amor sempre vale a pena.Os homens vivem lutando em guerras, acho que muitos deles se esqueceram de lutar pelo amor =/

Beijujubas