04 dezembro, 2008

Fim de novembro.

Infelizmente,aquele tão sórdido dia em que nosso sentimento seria testado,chegou.
Os avisos de que todos os clichês e infortúnios nos estariam esperando na esquina,chegavam sem atraso,todos os dias,no mesmo horário.
Não posso mais evitar .
Os ventos mudaram de direção,e trouxeram para mim aquele antigo e insuportável desejo de caminhar,junto com uma incontrolável vontade de deixar junto as minhas pegadas,lagrimas,para que assim possa me seguir e em algum lugar distante,possa me achar.
Sabíamos desde o inicio que o tempo que tínhamos era exato.
Nada poderia prolongá-lo,mas sempre corríamos o risco de sermos forçados a incurtá-lo.
Talvez a culpa seja minha,de nunca ter te dito que as brincadeiras eram um treinamento para que resistisse as forças que teimam em nos separar.Não ter dito que não poderia ir comigo,que eu não ficaria.
Em algum momento,nos permitirmos esquecer que tínhamos encontro marcado com o fim,e planejamos um futuro.
O NOSSO futuro.
Chegou a hora,e dessa vez,não teremos mais uma chance,ou a opção de eu sussurrar a localização exata de meu ser,para que me aches.
Apenas seus extintos,seus sentidos poderão lhe ajudar.
Me perdoe,mas tenho que ir.
Mesmo a vontade de ficar e fazer de teus braços meu lar ser forte,tenho que ir.
Não me alcance,pois sofrerei mais por ter que dizer,que não nos é permitido ficar mais tempo juntos.
O relógio nos roubou tempo,mas não poderá tirar de dentro de nós o amor,e as lembranças de uma mês inesquecível.
Novembro acabou.
Os dias se esgotaram,e levaram com eles o pouco de fibra que me restava.
Meus suspiros marcam a contagem regressiva para a hora em que meu olhos se lacrarão eternamente.
Se eu for agora,nosso mês será eterno dentro de ti.
Não posso te fazer passar por isso.
Vou. Mas o cachecol que um dia usei para te ensinar confiança,continua pendurado atrás da porta.
Te amo.
Volte a sua vida,leve contigo tudo o que aprendemos juntos.
Mas prometa,que Dara sua ultima caminhada,como um esforço cego de me encontrar.
Eu,egoistamente,preciso disso para poder partir.
Me perdoe.
Prossiga.
Não nos esqueça.
.
.
.
TE AMO.





7 comentários:

marianatorres disse...

EEi. Ta lindo aqui!! Postei no meu viu?? ;)
Beeijos

ViNícULa disse...

bah
bem legal

o único problema
de deixar lágrimas como marca para poder voltar
é que as lágrimas secam...
e podes se perder ainda mais...

Bruna Bianconi disse...

aaaaaaah mt liiindo :/

- tácii disse...

Ah' que texto maravilhoso! Amei, sério mesmo!
bjooos ;*

' Sofih! disse...

Noooossa, que lindo. Confirmo a idéia de que você escreve muito bem mesmo!

Bjssss

Ps: comentei no restante da história da Rachel e do Eros!

Mah disse...

Que texto LINDO! Estou apaixonada, sério! Você escreve muito bem.
Adoro seu blog :)

Beijo, linda!

Aquela tal de brito disse...

ahhhhhhhhh
eu amo esse filme
e adorei o seu texto ficou lindissimo
maravilhoso
perfeito *-*