22 dezembro, 2008

Love.Love.Love.

Tenho nas mãos um violão,mas minhas mãos nunca aprenderam como tocá-lo,mas arrisco,arrisco compor uma longa melodia.
Ela fala de sorrisos,os sorriso que me permito mostrar quando estás ao meu lado.
Pela janela,os raios de sol que invadem meu quarto,me fazem lembrar dos nosso dias,e eu fico assim,a imaginar a continuação desse nosso conto de fadas,dessa nossa jornada em busca do felizes para sempre.
No refrão,a sinceridade em declarar o que penso antes de dormir,misturada com palavras que lembram nossa forma de olhar estrelas,lua e mar.
Eu deveria me acostumar com nossas viagens,juro que ate me esforço,mas a saudade impede que o controle sobre esse sentimento que alimentamos um pelo outro,seja mantido.
Acho valido até incluir alguns clichês,desde que eles se aproximem das verdades que carregamos em nossos peitos e que deixamos emanar pelos olhares doces e sinceros de amor.
O telefone toca,deixou tudo de lado e me atiro na cama para ouvir quem é o mais rápido possível.
Sua voz.
É impossível não sorrir e dizer junto de ti que a saudade é grande e que conto os dias para exterminá-la de uma vez.

4 comentários:

Camila :) disse...

o começo delee parece comiguu, aiin q liindo q ficouu hein :)


bejoos

Teté disse...

Que lindo
Mas, é verdade? Ta vivendo um amor a distancia? ;s
Bjooos e obrigada pela visitas tb ;)

Elizeu Soares disse...

Que lindo esse seu texto, pois c quando se fala de amor é assim ,sintindo a falta ou melhor "sua voz"
Que Deus te abençoe!!!.
Fica na paz...

O Profeta disse...

Sabia apenas que era um pequenino naquela longa noite
No celeste um luminoso sorriso me chamava
Lançou-me aos olhos raios de deslumbrante luz
Era a minha prenda, uma brilhante…Estrela Alva…

Um Mágico Natal para ti querida amiga que ao longo deste ano me visitaste. Que a Estrela Alva te ilumine neste Natal.


Mágico beijo